CMI presente na 51ª CMSB e na 1ª Conferência da Maçonaria Regular Brasileira

Slider

Entre os dias 13 e 17/07 deste ano, ocorreu, na bela cidade de Florianópolis, a 51ª Assembleia Geral Ordinária da CMSB, confederação que reúne as 27 Grandes Lojas regulares brasileiras. O evento, que contou com mais de setecentos participantes, além das comitivas das Grandes Lojas confederadas, contou ainda com a participação de autoridades maçônicas da Flórida, França, Portugal, Equador, México e Paraguai.

E no dia 15/07, aproveitando a estrutura da 51ª Assembleia Geral Ordinária da CMSB, as três vertentes maçônicas regulares do Brasil, o Grande Oriente do Brasil – GOB, as Grandes Lojas da CMSB e os Grandes Orientes da COMAB, se reuniram na 1ª Conferência da Maçonaria Regular Brasileira. O GOB se fez presente com um Grão-Mestre Geral Adjunto e dois Grão-Mestres Estaduais; a CMSB com 26 Grão-Mestres; e a COMAB com 17 Grão-Mestres. Tanto o GOB como a maioria das Grandes Lojas da CMSB e dos Grandes Orientes da COMAB fazem parte da CMI.  

O Secretário-Executivo da Confederação Maçônica Interamericana – CMI, Geraldo Macedo, bem como o Diretor Geral da Secretaria Geral Permanente da CMI, Rubens Franz, foram convidados a compor a mesa diretora desse evento pioneiro de união da Maçonaria regular brasileira, que é a segunda maior maçonaria no mundo, atrás apenas dos EUA em número de membros. A mesa diretora também foi composta pelo Presidente da Assembleia da CMSB, Flávio Graff, e o Secretário-Geral da CMSB, Aldino Brasil; pelo Presidente da COMAB, Vanderlei Geraldo de Assis, e o Secretário-Geral da COMAB, João Krainski Neto; pelo Grão-Mestre Adjunto do GOB, Ademir Cândido da Silva; e pelo Soberano Grande Comendador do Supremo Conselho do Grau 33 do REAA da Maçonaria para a República Federativa do Brasil, Jorge Luiz de Andrade Lins.

Verificou-se também a presença de autoridades e representantes de outras confederadas, como do Grão-Mestre da Grande Loja Legal de Portugal e Presidente da Zona 6 da CMI, Armindo Azevedo; do Grão-Mestre do Grande Oriente do Paraná e Presidente da Zona 5, Cristian Flores; do Grão-Mestre da Grande Loja Simbólica do Paraguai, José Fernández Zacur; do Grão-Mestre da Grande Loja do Uruguai, Mario Pera; e de um Grão-Mestre Provincial da GLNF, Eliphas Almeida.

As propostas apresentadas e debatidas tiveram por foco a união da Maçonaria regular e o combate à Maçonaria irregular. Unificação da palavra semestral, medidas conjuntas de combate à maçonaria irregular, livro comum de restrições, programas sociais em conjunto, desenvolvimento de cartilhas e procedimentos comuns e alternativas para desmistificar a Maçonaria perante a sociedade foram algumas das proposituras que receberam o devido encaminhamento.

A conferência foi concluída com discursos voltados à união e harmonia, respeitando sempre a soberania. Em sequência, realizou-se a assinatura de mais de cinquenta tratados de mútuo reconhecimento entre potências presentes, o que comprova que os discursos feitos não eram palavras vazias, visto os esforços das potências em promover essa união.

A CMI se sente honrada em participar desse momento histórico e colaborar para essa integração nacional e internacional, que é a grande bandeira de nossa confederação e tem servido de guia de nossos programas e projetos.